Nos Acompanhe !

Imagine um evento que, em 30 de junho deste ano, já contava com 313 mil inscritos, 737 Bispos (dos quais 29 são Cardeais), também 2600 Padres, 22.282 voluntários provenientes de 143 países e 2069 profissionais de comunicação! Esta é a JMJ Lisboa, a caminho da sua abertura, dia 01 de agosto, em Lisboa-Portugal.

Não é para menos, uma vez que a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) é o maior evento católico a nível mundial, que reúne fé, arte, cultura, evangelização, juventude de todas as idades, em torno de Pedro. É um acontecimento único e celebrado a cada dois anos.

Você está por dentro? Quer saber como começou tudo isso? E ainda dá tempo de participar! Então, se atualize aqui neste post que preparamos com muito entusiasmo!

 

JMJ Lisboa – de onde veio essa inspiração?

 

A Jornada Mundial da Juventude aconteceu pela primeira vez no Domingo de Ramos de 1986, em Roma. Através da inspiração do Papa João Paulo II, que tanto amou os jovens e idealizou esse encontro grandioso para dizer que a Igreja está com eles!

Desde então, a cada dois anos, a Jornada é celebrada em um país diferente e consegue movimentar e renovar a fé de pessoas do mundo inteiro e de várias religiões. Em 1987 havia 1 milhão de participantes em Buenos Aires quando o Papa João Paulo II lhes disse:

“Repito ante vós o que venho dizendo desde o primeiro dia do meu pontificado: que vós sois a esperança do Papa, a esperança da Igreja.” 

Agora, a JMJ Lisboa será em Portugal, mas ela já percorreu muitos lugares e marcou a história de milhares de peregrinos. Veja onde a JMJ já aconteceu:

  • Santiago de Compostela – Espanha;
  • Czestochowa – Polônia;
  • Denver – EUA;
  • Filipinas;
  • Paris;
  • No Jubileu do ano 2000, aconteceu em Roma;
  • Na cidade canadense de Toronto;
  • Colônia – Alemanha, com a presença do Papa Bento XVI;
  • Em Sydney – Austrália;
  • Madri – Espanha;
  • Rio de Janeiro, com a presença do Papa Francisco;
  • Em Cracóvia;
  • Por fim, no Panamá.

 

Símbolos da JMJ Lisboa 

 

O Papa João Paulo II confiou aos jovens, no Domingo de Ramos de 1984, dois símbolos: a Cruz peregrina e o Ícone de Nossa Senhora Salus Populi Romani, para que fossem levados por todo o mundo, a fim de evangelizar jovens e suas famílias.

Assim, os símbolos já atravessaram os cinco continentes e mais de 90 países. Foram transportadas a pé, de barco, trenós, gruas ou tratores, em selva, igrejas, centros de detenção juvenis, prisões, escolas, universidades, hospitais, monumentos e centros comerciais.

A Cruz possui 3,80 metros de altura, foi construída em madeira e traz uma placa de metal com a seguinte inscrição:

“Queridos jovens, no final do Ano Santo, confio-vos à natureza do Jubileu: a Cruz de Cristo. Levem-na para o mundo como um símbolo do amor de Cristo para com as pessoas e preguem a todos que só com a morte e ressurreição, há a salvação e a redenção de Cristo”.

Em 2000, uniu-se a ela o ícone de Nossa Senhora Salus Populi Romani, uma das devoções mais antigas na Itália, que tem 1,20 m de altura e 80 centímetros de largura, e São João Paulo II se dirigiu aos jovens:

“Hoje eu confio a vocês… o ícone de Maria. De agora em diante, ele vai acompanhar as Jornadas Mundiais da Juventude, junto com a cruz. Contemplem a sua Mãe! Ele será um sinal da presença materna de Maria próxima aos jovens que são chamados, como o apóstolo João, a acolhê-la em suas vidas”.

Antes do início de cada JMJ, a Cruz e o ícone peregrinam pelas dioceses do país sede, comunicando a experiência redentora e preparando os corações para a Jornada. Na JMJ Lisboa, a peregrinação dos símbolos aconteceu de novembro de 2021 até julho de 2023.

 

Alegria, fé e muita juventude se reúnem em Lisboa Portugal

 

A JMJ Lisboa acontece de 01 até 06 de agosto e tem como tema: “Maria levantou-se e partiu apressadamente” (Lc 1, 39). Mas a peregrinação começa antes, nos chamados “Dias nas Dioceses”, de 26 a 31 de julho, quando os participantes visitam 17 dioceses de Portugal continental e ilhas, participam de eventos e convivem com diversas culturas.

Há diversas atividades de evangelização durante os dias da JMJ Lisboa. Entre elas destacam-se:

  • Festival da Juventude, com a realização de mais de 350 eventos, música, dança, exposições, teatro, conferências, cinema, esporte e muito mais, gratuito e aberto a todos.
  • Cidade da Alegria é o nome do espaço que juntará a Feira Vocacional e o Parque do Perdão na JMJ Lisboa 2023.
  • Os Eventos Centrais, que incluem a Missa de Abertura, o Acolhimento, a Via-Sacra, a Vigília e a Missa de Envio. A Missa de Abertura da JMJ Lisboa será presidida pelo Cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente.
  • O Acolhimento é o primeiro momento de encontro entre os jovens e o Papa, esta cerimônia será um evento de caráter festivo e de encontro, mantendo a dimensão de oração.
  • A Via-Sacra é a experiência orante e imersiva, seguindo os passos de Jesus na Sua paixão.
  • A grande Vigília – o evento com o Santo Padre e os jovens, durante a madrugada do sábado para o domingo, com orações, reflexões e adoração ao Santíssimo Sacramento.
  • Por fim, a Missa de envio, uma celebração presidida pelo Santo Padre para terminar a JMJ Lisboa 2023. Antes do final da Missa, o Santo Padre anuncia a cidade que acolherá a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude.

 

Ainda “vais a tempo de te inscrever”

 

A JMJ Lisboa acontece pela primeira vez em Portugal. Um país acolhedor, com um idioma conhecido pelos brasileiros, repleto de belezas e marcado pela presença da Virgem Maria, a Senhora de Fátima.

Junto aos peregrinos, a presença mais esperada é do Papa Francisco. Ele chega dia 02 de agosto e permanece até o final da jornada com uma programação vasta, cheia de muitos encontros com autoridades eclesiásticas, civis, religiosos e com os participantes.

Para a JMJ Lisboa 2023, o Comité Organizador Local escolheu 13 patronos, mulheres, homens e jovens, que “demonstraram que a vida de Cristo preenche e salva a juventude de sempre”, como afirma o Cardeal-Patriarca, nascidos na cidade que acolhe a JMJ ou que, naturais de outras geografias, são modelos para a juventude.

E ainda é possível participar desta alegria! O evento é aberto e gratuito. Apenas para os que precisam de alojamento ou casas acolhedoras, as inscrições se encerraram dia 30 de junho, mas é possível participar da JMJ de outra forma, basta acessar o site.

Últimos adicionados

Pentecostes e o Carisma Palotino

Como a maternidade de Maria a tornou Rainha dos Apóstolos