Nos Acompanhe !

Há muita curiosidade sobre a rotina de uma Irmã, porque há mitos em torno do dia a dia das religiosas, baseados em fatos tão antigos que fizeram com as pessoas acreditassem que as Irmãs não têm uma vida como a de todos os seres humanos.

Para esclarecer esses pensamentos e diminuir a curiosidade, preparamos este post sobre a rotina de uma Irmã Palotina, baseado na live vocacional que aconteceu no dia 8 de setembro de 2022.

Neste momento tão descontraído, as Irmãs testemunharam suas vidas em vários aspectos! Confira e não deixe de assistir a esse momento tão especial de partilha.

 

Por que falar sobre a rotina de uma Irmã?

 

Antes de falar sobre a rotina da Irmã, é importante destacar que a vida consagrada é uma vocação sublime que se caracteriza pela profissão dos conselhos evangélicos, a vida comunitária e a missão. 

Esses são três pilares que ganham uma identidade a partir do carisma, da espiritualidade e do apostolado que cada congregação traz como própria. E quem define o estilo de vida é o carisma, ele é a fonte para tudo o que se vive e se faz dentro e fora da família religiosa.

Mas quem inspira o carisma de uma congregação?  O Espírito Santo de Deus, o doador de todos os dons. Ele inspira uma ou mais pessoas para começar tudo; doa suas graças e a coragem necessária para levar em frente uma obra em benefício da humanidade.

E assim aconteceu com as Palotinas: o Espírito Santo encontrou em Vicente Pallotti o coração, a vida e a disposição para trazer ao mundo o carisma palotino e, através desse dom, abençoar a Igreja, gerar vocações e levar mais esperança ao mundo.

 

Como é a rotina de uma Irmã Palotina

 

Rotina já diz: é o que se faz com frequência, e está ligada ao estilo de vida de cada pessoa. Por exemplo, o médico vive de plantões; o artista plástico, das artes; o professor, das responsabilidades da sala e da escola; e a Irmã vive a partir dos compromissos que abraçou.

Assim, a rotina de uma Irmã é composta de oração, apostolado, vida comunitária e vida missionária, mas cada um desses momentos são parte de um todo que é a opção do Jesus Cristo e a vivência do carisma da congregação. Então, vamos a cada um desses pontos:

  • Começou o dia da Irmã

 

A Irmã começa o dia rezando. Aquelas que têm apostolado em escolas, casas de repouso, ações sociais ou função administrativas também rezam antes de sair. Cada uma busca priorizar a oração como primeira ação do dia, porque disso depende todo o bom andamento das atividades.

Há também a oração em comum que normalmente acontece na capela, com a meditação da Palavra de Deus e as laudes. Logo após a oração, acontece o café da manhã. As Irmãs que ficam em casa têm mais momentos de reflexão antes das atividades domésticas.

Depois, o centro do dia é a Santa Missa e cada uma se organiza de acordo com suas atividades apostólicas e missionárias, os estudos e o trabalho para participar.

 

  • Apostolado da Irmã Palotina

 

Para a Irmã Palotina, a oração e o apostolado estão extremamente unidos. Elas são contemplativas na vida apostólica, assim como ensinou São Vicente Pallotti. Então, após as atividades da manhã, segue-se o apostolado de acordo com a realidade de cada casa.

E há diversas missões, com muitas atividades de assistência social, educação, escolas, creches, casas de repouso, formação de lideranças nas paróquias, catequese, orientação espiritual, entre tantas maneiras incríveis de comunicar o amor de Deus através do serviço.

  • A vida comunitária

 

Viver em comunidade para uma Irmã é mais que ocupar espaço em uma casa, mas partilhar os bens e compartilhar a vida. Com as Irmãs Palotinas, acontece a partilha de tudo, do pão, do amor, do serviço, da aposentadoria, do salário, da vida.

Mas a rotina comunitária também é marcada pelo lazer semanal, por passeios, atividades esportivas, conversas, televisão, férias, praia, como toda pessoa precisa, só que com a observância da vida consagrada, que é o maior tesouro de uma Irmã religiosa.

 

  • As vestes da Irmã Palotina

 

Inclusive há quem pense que as Irmãs usam o hábito até quando vão à praia, mas não é necessário. Para cada ambiente, o traje apropriado. Imaginem se o juiz iria para a Missa de beca? Então a comparação também vale para a vida das Irmãs Palotinas. 

Outro dado interessante é sobre o uso do hábito. Antes do Concílio Vaticano II, a Irmã era obrigada a usar o véu, um hábito longo, de acordo com cada carisma, mas hoje cada congregação decide como desejar. 

Na rotina da Irmã Palotina, a congregação deixou livre, então cada uma opta por usar ou não o hábito da Congregação. E a cor varia de acordo com o país, o clima, o lugar onde se vive. Logo, não é uma imposição, mas uma escolha. 

 

Como a provincial, a estudante e a secretária executiva da CRB vivem a rotina

 

Se você se surpreendeu com essas três realidades, saiba que são reais. Toda congregação tem sua organização interna e entre as responsáveis está a provincial. Mas há também as estudantes e Irmãs que assumem funções administrativas na CRB. 

Então, na prática, a rotina da Irmã é bem intensa. Muitas se deslocam de ônibus, metrô, a pé, de bicicleta. Passam horas em transporte público para chegar aos apostolados. Isso é mais que normal e natural para toda pessoa que assume a vida e suas consequências.

 

Na rotina de uma irmã há espaço para o descanso? 

 

Certa vez, em uma Live vocacional que realizamos no Youtube, uma pessoa fez essa pergunta – vale a pena conferir aqui a Live completa – e a irmã deu diversas respostas sobre o descanso. Interessante que ele não acontece apenas fisicamente, mas espiritualmente, através da oração, da escuta do outro, da partilha.

De fato, quantos problemas na sociedade seriam evitados se, dentro de casa, as pessoas conversassem, se ouvissem e principalmente rezassem um pouco. Com certeza, o descanso se dá pelo sono, mas também pela partilha da vida e pelo espaço que se dá a Deus e ao outro.

Por fim, a rotina da Irmã corresponde à vida que ela abraçou diante de Deus e da Igreja, e uma coisa é certa, não faltaram sorrisos, nem serenidade entre as Irmãs Palotinas para testemunhar suas vidas no dia a dia, e isso é cativante.

 

Conheça melhor o carisma palotino baixando esse lindo e-book 

Últimos adicionados

Por que Maria é chamada Esposa do Espírito Santo?

Pentecostes e o Carisma Palotino