Nos Acompanhe !

O Papa Francisco compartilhou sua intenção de oração para o mês de maio:

“Rezemos para que os movimentos e grupos eclesiais redescubram cada dia a sua missão evangelizadora, pondo os próprios carismas a serviço das necessidades do mundo”.

E falar sobre movimentos e grupos eclesiais é contar a história do protagonismo dos leigos na Igreja, principalmente após o Concílio Vaticano II, quando o Papa João XXIII disse sua famosa frase:

“O Concílio, que agora começa, surge na Igreja como dia que promete a luz mais brilhante. Estamos apenas na aurora: mas já o primeiro anúncio do dia que nasce de quanta suavidade não enche o nosso coração!”

esse novo dia vem acompanhado de novas inspirações do Espírito Santo, que sonda os corações e conhece o clamor dos filhos de Deus (Rm 8,27); entre eles os movimentos e grupos eclesiais. Entendamos um pouco essa história e reze com o Santo Padre.

Os movimentos e grupos eclesiais por quem o Papa Francisco reza em maio

Movimento é uma palavra do latim que significa movere, ou seja, mover; e eclesial se refere à ecclesia, também do latim, Igreja. Portanto, movimento eclesial é um agrupamento de fiéis organizados, em torno de um objetivo, em que se acentua o caráter vivo e dinâmico da evangelização.

O Código de Direito Canônico prevê os movimentos e grupos eclesiais e fala deles como uma organização de leigos, de acordo com as estruturas das dioceses ou independentemente, podendo ou não ter estatuto próprio.

Existem, então, diversos tipos de movimentos e grupos eclesiais que, ao longo dos anos, vêm contribuindo muito com a propagação do Evangelho, através do testemunho de vida e da evangelização, por meio de novos métodos.

Cada um deles, como disse o Papa Francisco, são um dom, são a riqueza da Igreja,  e funcionam de vários modos, de acordo com uma necessidade local da Igreja ou mesmo do tempo em que vivem.

Somados, eles formam uma multidão de pessoas, em diversos estados de vida, lugares e culturas diferentes, com carismas, apostolados, comprometidas com a Igreja, a partir de suas paróquias e dioceses. E a graça comum a todos é o encontro pessoal com Cristo.

O Papa Francisco destaca a importância da missão!

“Mantenham-se sempre em movimento, respondendo ao impulso do Espírito Santo, aos desafios, às mudanças do mundo de hoje. Mantenham-se na harmonia da Igreja, pois a harmonia é um dom do Espírito Santo.” 

O Papa Francisco todo mês manifesta uma intenção de oração, através de uma rede de orações, para que estejamos unidos em intercessão. De fato, a vida do vigário de Cristo é uma constante vida de oração, sua primeira força para agir em nome de Cristo é rezar, logo nos convida a fazermos o mesmo.

E no mês de maio, nos pede oração pelos movimentos e grupos eclesiais. Entre os apelos está para que eles permaneçam em movimento pelo Espírito. Isto é, respondendo aos seus apelos e em comunhão com a Igreja local e universal.

Uma vez que não há missão sem comunhão, e a Igreja é a casa e a escola da comunhão. Para isso, é preciso dialogar e, como disse o Papa:

“os movimentos renovam a Igreja com a sua capacidade de diálogo a serviço da missão evangelizadora”.

E o Papa Francisco ainda destaca:

“Eles redescobrem cada dia, no seu carisma, novas maneiras de mostrar a atratividade e a novidade do Evangelho. 

Como fazem isto? Ao falar línguas diferentes, parecem diferentes, mas é a criatividade que cria essas diferenças. Mas sempre se entendem e se fazem entender.”

Portanto, os movimentos e grupos eclesiais são uma grande força evangelizadora nos tempos atuais. Eles estão em todos os lugares ao mesmo tempo, seja no silêncio ou no barulho, para anunciar o quanto o Evangelho é atrativo.

Contemple a beleza de um movimento eclesial!

O vídeo, feito em colaboração com o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, que acompanha o nascimento e o desenvolvimento de associações de fiéis e movimentos eclesiais, narra episódios de suas vidas, em contextos muito diferentes.

Há, por exemplo:

  • Os escoteiros portugueses em peregrinação com a cruz da Jornada Mundial da Juventude; os Neocatecumenais engajados na evangelização nas ruas das cidades americanas; os missionários Shalom em Madagascar e os de Comunhão e Libertação nas Filipinas;
  • Novos Horizontes com as famílias das favelas brasileiras e a Comunidade Papa João XXIII com as famílias do Quênia; Santo Egídio acolhendo os refugiados da Líbia que chegam através dos corredores humanitários; os Focolares limpando as praias poluídas do sudeste asiático;
  • Os jovens do Movimento Eucarístico Jovem, em seu congresso internacional, em adoração antes da Eucaristia. Tantos carismas diferentes, uma única missão: proclamar o Evangelho em diferentes ambientes e de diferentes maneiras.

Essa diversidade é expressão da beleza e da comunhão dos movimentos e grupos eclesiais, uma graça dada pelo Espírito Santo para a sua Igreja e para o bem da humanidade.

Agora, rezemos com o Papa Francisco:

 

Obrigado, Pai, por nos dares vida pela ação do teu Espírito em tanta diversidade de dons e carismas para a missão. Desejamos viver o nosso Batismo com fidelidade e entrega, dando testemunho do Evangelho na nossa vida quotidiana. 

Ajuda os movimentos e grupos da tua Igreja a serem espaços fecundos de serviço e entrega aos outros. Que todos os seus membros vivam com amor a disponibilidade ao serviço dos irmãos e irmãs. 

Nesta Rede Mundial de Oração, pedimos-te especialmente pelos jovens e crianças do MEJ, Movimento Eucarístico Juvenil, para que vivam cada dia ao estilo de Jesus, dando testemunho de Cristo Eucaristia com eucaristias vivas e abertas a todos, ao serviço das necessidades do mundo. Amém.

Assista também ao vídeo do Papa Francisco aqui

Últimos adicionados

Por que Maria é chamada Esposa do Espírito Santo?

Pentecostes e o Carisma Palotino