Nos Acompanhe !

A Bíblia Sagrada é um dos livros mais conhecidos do mundo. Além de ocupar, há mais de 50 anos, o primeiro lugar entre os livros mais lidos, com mais de 3,9 bilhões de cópias espalhadas por todo o mundo e traduzida para mais de 3 mil idiomas e dialetos.

Com certeza, essa popularidade se deve à experiência que ela comunica, o encontro com uma pessoa fundamental na vida cristã: Jesus Cristo. Ele é centro de toda Palavra, isso faz do Evangelho o coração da Bíblia, e da pessoa humana o objeto do infinito amor de Deus.

Não é à toa que a Igreja dedica um mês inteiro à Palavra de Deus! Ela é fundamental em nossa vida, porque narra o caminho do encontro de Deus-Trindade com o ser humano e detalha toda nossa salvação e nos aponta conselhos essenciais para vivermos como filhos de Deus.

Então, renovemos o nosso compromisso com a Palavra e aumentemos nosso conhecimento a partir de informações práticas e fundamentais sobre a Bíblia. Confira!

 

Por que setembro é o mês da Bíblia?

 

Todo o mês de setembro é dedicado à Bíblia, mas o dia da comemoração acontece em 30 de setembro.  Essa data está ligada à festa litúrgica de São Jerônimo, cujo nome verdadeiro era Eusebius Sophronius Hieronymus, o Padroeiro dos Biblistas. 

São Jerônimo nasceu em Strídon, provavelmente no ano de  347, e faleceu em Belém, a 30 de setembro de 419 ou 420. Sua contribuição foi imensa: ele traduziu a Bíblia do grego e do hebraico para o latim, e essa tradução possibilitou a leitura da Palavra por mais pessoas.

Logo, é impossível estudar a Bíblia sem considerar a obra de São Jerônimo, porque ele foi totalmente fiel ao texto original. Foram mais de 40 anos de vida dedicados a este trabalho de tradução, que favoreceu a compreensão da Palavra de Deus tanto para a Igreja como para muitos intelectuais da época.

Se falar sobre a Bíblia é agradável, ler a Palavra é ainda melhor porque entramos em contato com Deus diretamente! Mas existem algumas informações interessantes que nos ajudam bastante nessa leitura e selecionamos 10 para você neste post.  

 

10 curiosidades sobre a Bíblia:

 

#1 A Bíblia Sagrada é um conjunto de livros escritos por homens ao longo da história.

Mas homens inspirados pelo Espírito Santo e, por isso, considera-se o próprio Deus como autor das Escrituras (Catecismo da Igreja Católica §105).

 

#2 Como foram vários os autores da Sagrada Escritura, não há uma única data!

Porém, acredita-se que o Antigo Testamento tenha sido escrito até duzentos anos antes de Cristo e que o Novo Testamento, a partir da segunda metade do primeiro século depois de Cristo.

 

#3 A palavra Bíblia vem do termo grego “os livros”.

Ao todo, a Bíblia contém 73 livros, sendo 46 no Antigo Testamento e 26 no Novo. Sua estrutura é organizada por capítulos (números maiores) e versículos (números menores).

 

#4 Os livros da Bíblia estão divididos em quatro partes.

O Pentateuco, os livros Históricos, os livros Sapienciais e os livros Proféticos. Já os livros do Novo Testamento estão divididos em três partes: cinco livros históricos, com os Evangelhos e os Atos dos Apóstolos; vinte e uma cartas dos Apóstolos e um livro profético: o Apocalipse.

 

#5 O Pentateuco (penta significa ‘cinco’) são os cinco primeiros livros da Bíblia.

São eles: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio. Os antigos judeus chamaram estes livros de Torá, que significa Instrução, a Lei, e a Torá é a base da religião judaica.

 

#6 A Bíblia foi escrita em três idiomas

Ao contrário do que algumas pessoas imaginam, a Bíblia não foi escrita numa única língua, mas em três línguas diferentes: aramaico, o hebraico e o grego. 

 

#7 No Século IV, a Bíblia foi totalmente traduzida para o latim, língua usada na Igreja.

A tradução foi feita por São Jerônimo, a pedido do Papa Dâmaso. Esse trabalho aproximou ainda mais a Palavra da Igreja e do povo de Deus.

 

#8 A Bíblia foi o primeiro livro impresso da história, em 1456.

E sua primeira edição foi feita a partir da tradução de São Jerônimo. É conhecida como a Bíblia de 42 linhas e está dividida apenas em capítulos. Os versículos foram introduzidos apenas em 1527. 

 

#9 O Evangelho de Jesus foi transmitido primeiro de forma oral.

Apenas anos depois da Paixão, Morte, Ressurreição e Ascensão do Senhor surgiram os primeiros escritos. Acredita-se que o primeiro Evangelho escrito foi o de Marcos, entre os anos 65 e 75 D.C.

 

#10 O Catecismo da Igreja Católica (§112-114) orienta a leitura da Bíblia sob três critérios:

Prestar atenção ao conteúdo e à unidade da Escritura inteira, ler a Escritura dentro da Tradição viva da Igreja e estar atento à analogia da fé.

 

Por fim, a Igreja também ensina que a leitura e a interpretação da Sagrada Escritura precisam do auxílio do Espírito Santo, uma vez que Ele também foi o inspirador dos autores sagrados (cf. Catecismo da Igreja Católica, §111).

E assim, como a Bíblia emociona e converte até hoje, ela continua a missão de anunciar a boa-nova a todos que dela se aproximam.

Últimos adicionados

Pentecostes e o Carisma Palotino

Como a maternidade de Maria a tornou Rainha dos Apóstolos